Bolsonaro estreia nesta terça em eventos internacionais com discurso no fórum de Davos

Comentarios

Na primeira viagem ao exterior como presidente, ele pretende restabelecer a confiança do mundo com o Brasil. Jair Bolsonaro afirmou que discurso dele será 'muito curto' e 'objetivo'.



Há 22 dias no comando do Palácio do Planalto, o president Jair Bolsonaro fará nesta terça-feira (22) sua estreia em um evento internacional, discursando na sessão plenária do Fórum Econômico Mundial, em Davos, na Suíça. O encontro anual dos mais ricos, poderosos e famosos do planeta começa nesta terça e se encerra na sexta-feira (25).

O fórum de Davos reúne políticos, investidores e outras lideranças com o objetivo de construir uma agenda econômica, regional e industrial em comum. O encontro deste ano tem como tema a "Globalização 4.0: Moldando uma arquitetura global na era da quarta revolução industrial".
De acordo com a assessoria do Planalto, o presidente brasileiro será o primeiro chefe de Estado latino-americano a discursar na abertura da sessão plenária do Fórum Econômico Mundial. A fala de Bolsonaro está prevista para ocorrer a partir das 12h30 (horário de Brasília).
Ao desembarcar nesta segunda-feira (21) em Davos, o presidente afirmou que fará um discurso "muito curto" e "objetivo" para dizer que o Brasil busca negócios "sem viés ideológico".
Bolsonaro e a comitiva brasileira devem retornar a Brasília na sexta-feira (25). Neste período em que o presidente está fora do país, o vice-presidente da República, Hamilton Mourão, está no comando do Planalto.
O presidente viajou à Suíça acompanhado do filho, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), e de cinco ministros:
  • Ernesto Araújo (Relações Exteriores)
  • Paulo Guedes (Economia)
  • Sérgio Moro (Justiça e Segurança Pública)
  • Gustavo Bebianno (Secretaria Geral da Presidência)
  • Augusto Heleno (Gabinete de Segurança Institucional)
Jair Bolsonaro é o quinto presidente brasileiro a participar do Fórum Econômico Mundial desde 1998. Os ex-presidentes Fernando Henrique Cardoso (1998), Luiz Inácio Lula da Silva (2003, 2005 e 2007), Dilma Rousseff (2014) e Michel Temer (2018) estiveram no encontro durante seus mandatos.



'Carro voador' de parceira da Uber tem motor híbrido e pode levar até 5 pessoas

Comentarios



Novidade foi revelada durante a CES 2019, em Las vegas. Expectativa é que venda comece em meados de 2020.


A CES 2019, maior feira de tecnologia do mundo, vai além de TVs de última geração e celulares que dobram. Carros e até mesmo veículos voadores são novidades em Las Vegas, como é o caso da Bell Nexus, o "táxi voador" de empresa parceira do Uber.
Em 2018, o CEO do aplicativo, Dara Khosrowshahi, disse que o serviço para carros voadores deve começar em até 10 anos. Para isso, o Uber está trabalhando com diversas empresas da área de aviação, como a Embraer e também a Bell, que antes era especializada apenas em helicópteros.
Capaz de levantar voo verticalmente, o Bell Nexus é movido por motorização elétrica híbrida, para poder percorrer maiores distâncias, e leva até 5 pessoas.
"Como o espaço no chão está se tornando limitado, devemos resolver os desafios de transporte de modo vertical - e é aí que entar a visão de mobilidade sob demanda da Bell", disse Micth Snyder, presidente e CEO da Bell.

A expectativa é que o modelo voador comece a ser vendido em meados de 2020, disse a empresa ao site "The Verge".

Iodo é essencial para o crescimento e o metabolismo

Iodo é essencial para o crescimento e o metabolismo

Comentarios


Sal iodado é a principal fonte de iodo - Foto: Getty Images
Sal iodado é a principal fonte de iodo - Foto: Getty Images

iodo é um mineral necessário para a síntese dos hormônios tireoidianos que irão regular as funções do organismo, sua deficiência pode levar ao bócio e seu excesso pode causar intoxicação.

O funcionamento correto da glândula tireoide depende do iodo. Esta glândula por sua vez sintetiza os hormônios tiroxina (T3) e triiodotironina (T4). Estes hormônios têm diversas funções no nosso organismo. Atuam no crescimento físico e neurológico, no metabolismo basal, na manutenção da temperatura corporal, controlam o metabolismo da oxidação celular, o metabolismo dos lipídios, dos hidratos de carbono, das proteínas, da água e de alguns minerais. O iodo também é importante no funcionamento de diversos órgãos como o coração, o fígado, rins e ovários.

Benefícios comprovados


Essencial para o crescimento: O iodo é essencial para o funcionamento da glândula da tireoide, que irá sintetizar hormônios que agem no crescimento físico e neurológico. Uma ingestão suficiente de iodo no organismo ainda irá fazer com que o cabelo e as unhas tenham um crescimento saudável.
Elimina toxinas: O iodo ajuda a eliminar toxinas que estão no corpo. É especialmente eficaz contra certos produtos químicos e tóxicos, como mercúrio, chumbo e flúor.
Importante para o metabolismo: O iodo é essencial para a síntese dos hormônios tireoidianos. Esses hormônios atuam no metabolismo basal, dos lipídios, dos hidratos de carbono, das proteínas, da água e de alguns minerais. Eles também agem na manutenção da temperatura corporal.
Importante para o coração e outros órgãos: Por ser necessários para a síntese dos hormônios tireoidianos, o iodo auxilia na regulação do ritmo cardíaco e da pressão arterial. Pelo mesmo motivo, o iodo também é essencial para o funcionamento do fígado, rins e ovários.

Deficiência de iodo

O consumo insuficiente de iodo está relacionado a doenças como hipotireoidismo, problema no qual a glândula da tireoide não produz hormônios suficientes para a necessidade do organismo, bócio endêmico, que é o aumento anormal da glândula da tireoide, deficiência mental, aumento da mortalidade infantil e infertilidade.


Algas são boa fonte de iodo - Foto: Getty Images
Algas são boa fonte de iodo - Foto: Getty Images

A deficiência de iodo é especialmente preocupante para as gestantes. Afinal, nesta fase é essencial que a glândula da tireoide funcione direito, principalmente nas 12 primeiras semanas, período em que alguns hormônios da futura mãe diminuem e outros passam a ser fabricados, a placenta começa a se formar e o bebê desenvolve seus principais órgãos. A falta de cuidado com o hipotireoidismo pode causar parto prematuro, defeitos neurológicos, QI abaixo do normal, surdez e até aborto do feto.

Fontes de iodo

AlimentoQuantidade de iodo - mcg
Sal iodado (6 g - uma colher de chá)444
Camarão (100 g)90
Algas (100 g)60
Ostras (100 g)38
Badejo (100 g)30
Atum (100 g)30
Bacalhau (100 g)20
Aipo (100 g)15
Agrião (100 g)15
Caranguejo (100 g)13
Salmão (100 g)11
Leite de vaca (100 g)11
Arenque (100 g)10
Alho (100 g)9
Carne bovina (100 g)5,3
Fígado de boi (100 g)5
Aveia (100 g)4
Arroz (100 g)3,6
Sardinha (100 g)3,5
Fontes consultadas: Tabela e Composição Química dos Alimentos, Guilherme Franco, Ed. Atheneu, 1999. Tabela Taco de Composição de alimentos de 2006.

Quantidade recomendada de iodo

A quantidade média recomendada de iodo para cada idade de acordo com a Organização Mundial de Saúde é:

  • Crianças de 0 até 1 ano: 90 microgramas (mcg) por dia ou 15 mcg/kg/dia
  • Crianças de 1 ano a 6 anos: 90 mcg por dia ou 6 mcg/kg/dia
  • Crianças de 7 a 12 anos: 120 mcg por dia ou 4,0 mcg/kg/dia
  • Adolescentes e adultos: 150 mcg por dia ou 2,0 mcg/kg/dia
  • Gestantes e lactantes: necessidades chegam a 200 mcg por dia ou 3,5 mcg/kg/dia.

Suplemento de iodo

A suplementação de iodo só pode ser orientada por um médico e é feita quando se constata a carência desta substância no organismo.


Ostras são boas fontes de iodo - Foto: Getty Images
Ostras são boas fontes de iodo - Foto: Getty Images

As grávidas e as mulheres que amamentam necessitam de maiores quantidades de iodo por dia. Isto porque seu organismo exige mais iodo para funcionar corretamente, os rins eliminam mais e é preciso transferir hormônios e iodo para o feto. Uma alimentação variada e equilibrada permite que as grávidas atinjam a dose diária recomendada de iodo.
Para os veganos que não consomem sal iodado nem algas ricas em iodo, é recomendável a suplementação, por isso estas pessoas devem conversar com o médico nutrólogo sobre o assunto.

Riscos do consumo em excesso de iodo

A intoxicação pelo iodo é causada devido ao consumo diário de quantidades muito grandes dele, 400 vezes maior do que a recomendação diária. O excesso de iodo pode produzir o bócio e, algumas vezes, o hipertireoidismo.

Fontes consultadas:

Nutricionista Rita de Cássia Novais, especialista em nutrição clínica, nutrição parenteral e esportiva, especialização e vigilância sanitária de alimentos, auditora ISO 22000 e 9000.

Aumenta número de pessoas que deixam de rebocar a parede para comprar iPhone

Comentarios
Pesquisa aponta que as pessoas estão preferindo comprar iPhone a ter que rebocar a parede de casa 
Pode parecer hilário, mas é hilário sim. Uma pesquisa feita por uma ONG que estuda as selfies tiradas de aparelhos da Apple -- ou seja, tiradas de iPhone -- aponta que parte da população prefere comprar um aparelho iPhone a ter que rebocar a parede da casa. 


Segundo o pesquisador, os sacos de cimento ficam para trás por uma questão de status da nova sociedade. “A pessoa se sente mais bonita fazendo selfie com iPhone, mesmo com a parede sem reboco, do que com usando outro aparelho celular com a parede rebocada e pintada”, disse. 


Este número tende a aumentar ainda mais, uma vez que o dinheiro está curto e a crise está brava e as parcelas do iPhone consomem todo o limite do cartão de crédito.


Bolsonaro comanda nesta quinta-feira primeira reunião ministerial do novo governo

Bolsonaro comanda nesta quinta-feira primeira reunião ministerial do novo governo

Comentarios

Segundo ministro Onyx Lorenzoni (Casa Civil), presidente discutirá cronograma de medidas a serem anunciadas. Conselho de Governo reúne Bolsonaro, Mourão e todos os ministros.


O presidente da República, Jair Bolsonaro — Foto: Evaristo Sá/AFP
O presidente Jair Bolsonarocomandará na manhã desta quinta-feira (3) no Palácio do Planalto a primeira reunião ministerial do novo governo.
A reunião está marcada para as 9h e, segundo o novo ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, servirá para discutir um cronograma de anúncios de medidas que serão implementadas pela nova administração.
Oficialmente chamado de Conselho de Governo, o grupo é composto por Bolsonaro, pelo vice-presidente, general Hamilton Mourão, pelos 22 ministros de Estado e pelo chefe de gabinete da Presidência.
Jair Bolsonaro tomou posse na terça-feira (1º) como o 38º presidente da República e, nesta quarta (2), 18 dos 22 novos ministros assumiram seus cargos. O presidente participou das cerimônias de 5 deles. Os ministros da Controladoria-Geral da União (CGU), Advocacia-Geral da União (AGU) e do Desenvolvimento Regional tomam posse nos próximos dias. O presidente do Banco Central, que também tem status de ministro, será sabatinado e precisa ter o nome aprovado pelo Senado.
Segundo Onyx, Bolsonaro pretende anunciar nos próximos dias uma série de ações que vão "facilitar" a vida da população.
"Dependendo da escolha dele [Bolsonaro], nós começamos, ou na sexta-feira ou na segunda-feira, o conjunto de medidas que nós vamos anunciar que vão facilitar a vida das pessoas", afirmou Onyx.
  
O presidente Jair Bolsonaro, o vice, general Mourão, e os 22 ministros do governo — Foto: Ueslei Marcelino/ReutersO presidente Jair Bolsonaro, o vice, general Mourão, e os 22 ministros do governo — Foto: Ueslei Marcelino/Reuters

Conselho

Presidido por Bolsonaro, o Conselho de Governo tem como tarefa assessorar o presidente na formulação de diretrizes de ação governamental.
Bolsonaro pretendia realizar a reunião somente na próxima terça-feira (8), porém, decidiu antecipá-la. A ideia é ter encontros semanais do grupo, sempre às terças-feiras.
Para a primeira reunião, conforme Onyx Lorenzoni, os titulares das 22 pastas receberam orientações nas últimas semanas no sentido de:
  • reduzir a estrutura administrativa;
  • cortar cargos comissionados;
  • reduzir níveis de hierarquia nas pastas;
  • melhorar a eficiência de serviços públicos.
Da esquerda para a direita: Gustavo Bebianno (Secretara-Geral), Onyx Lorenzoni (Casa Civil) e o presidente Jair Bolsonaro — Foto: Dida Sampaio/Estadão ConteúdoDa esquerda para a direita: Gustavo Bebianno (Secretara-Geral), Onyx Lorenzoni (Casa Civil) e o presidente Jair Bolsonaro — Foto: Dida Sampaio/Estadão Conteúdo
Da esquerda para a direita: Gustavo Bebianno (Secretara-Geral), Onyx Lorenzoni (Casa Civil) e o presidente Jair Bolsonaro — Foto: Dida Sampaio/Estadão Conteúdo

Posse de armas

Onyx Lorenzoni informou que Bolsonaro receberá na reunião desta quinta-feira mais de 50 propostas dos novos ministros. Segundo ele, o titular da Justiça, Sérgio Moro, por exemplo, trabalha no decreto para facilitar a posse de armas de fogo, defendido pelo próprio presidente.
"A questão da posse de armas, por exemplo, foi uma medida apresentada, e o ministro Sergio Moro vem trabalhado em um decreto, que ele vem aprofundando, exatamente para poder permitir", afirmou Onyx.
Bolsonaro anunciou pelo Twitter que pretende garantir por meio de um decreto a posse de armas de fogo a cidadão sem antecedentes criminais.
A posse dá ao cidadão o direito de manter a arma em casa. Para sair de casa com a arma, é preciso ter autorização para o porte.
Atualmente, o Estatuto do Desarmamento permite a compra e, em condições mais restritas, o porte de armas. As autorizações são concedidas pela Polícia Federal.

Exonerações

Onyx também informou que apresentará aos colegas de governo a sugestão de exonerar todos os funcionários que ocupem cargos comissionados ou funções gratificadas.
"O que nós vamos buscar é retirar do quadro que está aqui todos aqueles que têm um componente ideológico antagônico ao nosso projeto. Nós somos sim um governo que tem perfil de centro-direita, de uma aliança liberal-conservadora. Não tem fundamento ter aqui o cara que é socialista, comunista, ou qualquer dessas outras coisas”, explicou Onyx.